quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

AMÉLIA É QUE ERA MULHER DE VERDADE



Fabrício Carpinejar
MULHER SEM VÍRGULA

Tenho amigas lindas, inteligentes, divertidas e independentes sem namorado. E sabe por que elas estão sem namorado?

Porque são lindas, inteligentes, divertidas e independentes.

O homem ainda tem medo da mulher com autonomia. Da mulher que não dependa dele financeiramente.

Da mulher que faz piada, e não somente ri das piadas dele.

Da mulher que fala abertamente de sexo.

Da mulher que precisa de sexo e gosta de sexo.

Da mulher que se veste bem e tem ideologia.

Da mulher exigente, que não aceitará cantada com erros de português.

Da mulher educada, que não leva desaforo para casa.

Da mulher resolvida, mãe, viajada, informada, leal aos amigos.

Homem tem medo de alguém que vai desafiá-lo socialmente, intelectualmente, profissionalmente.

Tem medo de perder na conversa (mas amor é perder mesmo, de qualquer jeito).

Homem tem medo de mulher com opinião, que discorde dele na frente dos amigos, na frente da família.

Homem tem medo de ser passado para trás e daí não anda para frente.

Homem ainda deseja Amélia, a figura submissa, obediente, que se esconde no romantismo e dentro de um casamento.

Até quando?
 
Minha opinião:  Sou mulher sem vírgulas sim!!!  E concordo com quase tudo o que o Fabrício disse.  Busco sempre meu aprimoramento pessoal e acho que temos mesmo que correr atrás de nossos objetivos, sem esperar ou colocá-los nas mãos de um homem.  Mas, ao mesmo tempo, tenho um lado bastante Amélia. Não no sentido de ser capacho de homem e não ter minha própria opinião. Mas sim, porque isso está ancestralmente em meu sangue, e quero sim um homem forte, inteligente, e que me dê a oportunidade de ser também frágil e precisar de colo e proteção.   Sentir naquele abraço uma fortaleza em volta de mim e poder baixar a guarda de vez em quando.  Ser mulher forte, mas frágil na minha condição de fêmea. É uma pena que (a maioria) os homens não enxergam assim uma mulher forte.  Talvez, estamos no comportando assim, justamente por não haver mais homens no mercado com o ingrediente necessário para continuarmos sendo doces e amáveis...
Postar um comentário