domingo, 9 de dezembro de 2012

UNIFICAÇÃO






Unificação.  Palavra que esclarece o mal geral em que se encontra a sociedade.  Milhares de pessoas em uma luta diária para parecerem iguais. Agir igual, pensar igual, sentir igual. Uma negação a especificidade do ser humano. Logo ele que é tão único. Pessoas deixam de lado sua essência, seus desejos, necessidades e vontades para seguirem o que uma sociedade cada vez mais doente prega. A que ponto chegamos? Provavelmente com isso a dor se instala. Pois a impossibilidade de seguir padrões impostos é evidente.  Lutas desnecessárias, crises pessoais, insatisfações, busca desenfreada por algo que não se vai conseguir. E, no meio desse caos, quando há poucas pessoas que ainda buscam seus reais e necessários caminhos, são taxadas de loucas, irresponsáveis e inconsequentes. Essas pessoas seguem seus instintos e vontades. Buscam sua realização interior, mesmo que isso fuja as regras. Mesmo que sejam vistas como diferentes.  Realização pessoal é sua meta, buscam o que move a alma, o que as faz sentir em comunhão com seus anseios. Não remam contra a maré. Se deixam levar em um barco a vela, onde reinam a paciência e o controle. Buscam a essência, o real, numa busca que nunca se sabe onde vai chegar. O que se é levado em conta é essa emocionante viajem, com seus acréscimos e decepções, mas que fazem parte de um todo a ser alcançado, a busca pela real satisfação e crescimento interior.
Postar um comentário