segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

DESTINO...



As vezes me perco entre minhas escolhas e o destino...  Fico sem saber até onde escolhi e onde fui escolhida.  Coisas da vida eu sei, que pegam a gente de surpresa, sem esperar, mas que fazem uma reviravolta danada. E o que adianta buscar explicação???  Isso não mudaria nada. O sentimento existe, denso, dilacerante. Já cheguei até a cogitar estar imaginando coisas.  Imaginando um mundo irreal e que só existisse em minha mente.  Mas quando ouço sua voz, eu entendo que isso é mais real do que muita coisa que já vivi. É a essência do sentimento, pois só se tem isso. Sentimento. Ainda não existiu o toque, o cheiro, o calor...  Só pode ser coisa de Deus, mostrando o quanto esse mundo é pequeno...  
Postar um comentário