sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

ANJO DA MORTE




E a vida dramatiza a morte...  A morte em vida anuncia o esquecimento. Morrer de viver. Viver para morrer. Cada segundo anunciando seu fim. Numa certeza que nada é eterno, mesmo que seja eternizado na memória.  O baú da morte. Saudosidades da vida. Vida vivida para morrer. Numa busca infindável do que nunca se vai possuir. É como o vento que passa por entre os dedos. A gente sente, mas se esvai e de novo vem. Ficando somente a lembrança do que foi viver, e a certeza que a morte irá levar...


Waleska Raquel
Postar um comentário