quarta-feira, 15 de julho de 2015

Excessos




Estou transbordando...

Há excessos em mim.

Eu transbordo em um amor de ida.

Há mulher demais em mim.

Eu transbordo na mãe desmedida.

Há uma filha escondida no ringue.

Transbordando e marcando a vida.

Com a cor escalarte que pulsa.

Que somente uma gota é capaz

De tingir a vida e a morte.


Postar um comentário