quinta-feira, 10 de março de 2011

SURPRESA


 "Eu sou criança. E vou crescer assim.
Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira,
inventar mundos, inventar amores.
Acho graça onde não há sentido.
Acho lindo o que não é.
O simples me faz rir, o complicado me aborrece...
O que importa é o que faz os meus olhos brilharem,
o coração bater forte, o sorriso saltar da cara...
E eu amo. Amo igual criança.
Amo com os olhos vidrados, amo com todas as letras. A-M-O.
Amo e invento. Sem restrições. Sem medo. Sem frases cortadas.
Sem censura. Sem pudor.
Quer me entender? Não precisa.
Quer me amar? Me dê um chocolate, um bilhete,
um brinde que você ganhou e não gostou,
uma mentira bonita pra me fazer sonhar.
Não importa.
Criança não liga pra preço, não liga pra laço de fita e cartão de relevo.
Criança gosta de beijo, abraço e surpresa!


[Fernanda Mello]
Postar um comentário