sábado, 31 de outubro de 2015

Invasão de Privacidade




Em frente a minha casa um carro. Parecia uma enorme Van com a porta lateral aberta. E da janela do meu quarto pude perceber que haviam muitos homens armados... Fardados, com coletes e capacetes. A farda era camuflada. Dentro da Van havia um homem solitário que me observava, olhando fixamente para minha janela. Corri e me escondi. Mas o homem invadiu minha casa e no susto e medo daquela imagem conhecida... Eu acordei...


Te amo Freud e ao mesmo tempo te odeio, por me mostrar que a verdade está lá, naquele mundo que é meu, mas que não posso dominar e nem mudar.



O Subconsciente.




WK.



Um comentário: